THE AEROGEOPHYSICAL PROJECT SERRA DO MAR SUL IN THE REGION OF THE CUNHAPORANGA GRANITIC COMPLEX, PARANÁ, SOUTHERN BRAZIL: ANALYSIS OF THE GAMMA-RAY SPECTROMETRIC SURVEY

Gilson B. Guimarães, Francisco J. F. Ferreira, Horstpeter H. G. J. Ulbrich, Maximilian Forlin

Abstract


This paper analyses sprectrometric data of the Aerogeophysical Project Serra do Mar Sul (APSMS) in the Meso to Neoproterozoic basement of eastern Paraná state, southern Brazil. Three main lithostratigraphic units are found, elongated N30-40E. The easternmost is the Três Córregos Granitic Complex (TCGC), constituted by calc-alkaline granites and their mega-enclaves. The central unit is the low-grade metamorphic Itaiacoca Group. The western strip is occupied by the mostly calc-alkaline Cunhaporanga Granitic Complex (CGC), also with large enclaves. Further west, the molassic volcano-sedimentary Eopaleozoic Castro Group, deposited in a graben, overlies unconformably the CGC. The Devonian sandstone Furnas Formation, to the west, is the main unit of the Paraná Basin in this region. The Cretaceous Banhadão alkaline massif (8 km2) intrudes the TCGC. The heavily weathered central-northern area of the CGC is in part covered by the alluvial deposits of the Iapó drainage basin. Data were corrected with a cosine directional filter (degree 6), and presented as cps (counts per second). U and K give answers that may be spurious, not always correlated with the geology. Most CGC intrusions present rather high Th-U, lower total (TC) and very low K counts, as opposed to the values found in the TCGC. High TC are found in some of the more evolved plutons within the CGC (e.g., the A-type Serra do Carambeí Granite). The TCGC granites can be divided into two radiometric domains, one adjacent to the Itaiacoca belt and another to the E-SE (visible in TC and K counts), corresponding to the São Sebastião Granite. The mega-enclaves show lower counts in all channels than the surrounding granites. The Itaiacoca belt is marked in TC and U-Th maps by low to medium counts. The Castro Group shows a complex pattern controlled by lithology. The Furnas sediments show low to medium responses (TC map). The Iapó river deposits stand out clearly by very low counts (TC, U, Th) against the CGC rocks.

Keywords :Airborne gamma-ray survey; Geological mapping; Aerogeophysical Project Serra do Mar Sul; Cunhaporanga and Três Córregos Granitic Complexes.

O Projeto Aerogeofísico Serra do Mar Sul na região do Complexo Granítico Cunhaporanga, Paraná:análise do levantamento gamaespectrométrico

Este trabalho analisa dados gamaespectrométricos do Projeto Aerogeofísico Serra do Mar Sul no embasamento meso a neoproterozóico, leste do estado do Paraná, Brasil meridional. Três unidades litoestratigráficas principais são reconhecidas, com direção N30-40E. A ocorrência oriental é o Complexo Granítico Três Córregos (CGTC), constituído por granitos cálcio-alcalinos e mega-enclaves. A parte central é formada pela Grupo Itaiacoca, de baixo grau metamórfico. A porção ocidental é o Complexo Granítico Cunhaporanga (CGC), também com mega-enclaves. Para W, aparece o Grupo vulcânico-sedimentar molássico Castro, do Eopaleozóico, depositado em estrutura de graben, discordantemente sobre o CGC. É também encontrada a Formação Furnas de arenitos devonianos, unidade basal da Bacia do Paraná nessa região. O maciço alcalino cretáceo Banhadão (8 km2) é intrusivo no CGTC. A parte central e setentrional do CGC, fortemente intemperizada, é coberta pela bacia hidrográfica do rio Iapó, com depósitos aluviais. Os dados foram corrigidos com filtro coseno direcional (grau 6) e apresentados como cps (contagens por segundo). As respostas de U e K são por vezes espúrias, não correlacionáveis com dados geológicos. A maioria das intrusões do CGC apresenta valores bastante altos de Th e U, mais baixos de CT (contagem total) e baixos de K, em contraste com respostas nos granitos do CGTC. Valores mais altos na CT são encontrados em alguns dos plútons mais evoluídos do CGC (como o Serra do Carambeí). Os granitos do CGTC podem ser divididos em dois domínios radiométricos, um adjacente à Faixa Itaiacoca e outro mais ao E-SE, correspondendo ao Granito São Sebastião, com respostas elevadas (CT e K). Os mega-enclaves são identificados, em todos os canais, por contagens mais baixas que as dos granitos. A Faixa Itaiacoca é mostrada nos mapas com contagens baixas a moderadas (CT, Th e U). O Grupo Castro aparece com padrão radiométrico complexo, controlado por sua constituição litológica. Os arenitos Furnas mostram respostas em geral baixas (mapa TC). Os depósitos aluviais do Iapó se destacam como faixas de valores muito baixos nos mapas de Th, U e CT.

Keywords :Levantamento aerogamaespectrométrico; Mapeamento geológico; Projeto Aerogeofísico Serra do Mar Sul; Complexos Graníticos Cunhaporanga e Três Córregos.


Keywords


airborne gamma-ray survey; geological mapping; aerogeophysical project serra do mar sul; cunhaporanga and três córregos granitic complexes












Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br