A CIRCULAÇÃO OCEÂNICA DE LARGA-ESCALA NA REGIÃO OESTE DO ATLÂNTICO SUL COM BASE NO MODELO DE CIRCULAÇÃO GLOBAL OCCAM

Mauro Cirani, Mauricio M. Mata, Edmo J.D Campos, Núbia F.R Deiró

Abstract


O OCCAM (Ocean Circulation and Climate Advanced Modelling Project) é um dos modelos de circulação global que vem sendo bastante utilizado pela comunidade oceanográfica brasileira, principalmente em estudos de modelagem numérica regional, onde fornece condições iniciais e de contorno para modelos numéricos mais detalhados da circulação. Este trabalho visa, através do conceito de massas de água, comparar no âmbito anual, os dados do OCCAM com: i) os dados climatológicos de temperatura e salinidade do NODC (National Oceanographic Data Center) e ii) os transportes de volume associados a estas massas de água, de acordo com os valores disponíveis na literatura. Os níveis de comparação foram escolhidos de forma a representar o núcleo das principais massas de água que compõe o Atlântico Sul e os sistemas de correntes que são descritos através dos transportes de volume associados às massas de água. Os principais resultados indicam que o modelo é capaz de representar realisticamente a estrutura vertical das principais correntes na região de estudo e as massas de água associadas. Na parte mais equatorial do giro subtropical o modelo apresenta, por exemplo, a migração zonal e para sul da bifurcação da Corrente Sul Equatorial com o aumento da profundidade. Segundo o OCCAM e para o nível da Água Tropical, esta bifurcação ocorre entre as latitudes de 9°S-15°S, migrando para 25°S no nível da Água Central do Atlântico Sul e entre 25°S-30°S para o nível da Água Intermediária Antártica. A Água Profunda do Atlântico Norte, integrante da circulação termohalina, é representada pelo modelo com um transporte líquido para sul variando entre 15 Sv e 20 Sv ao longo da região de estudo e em concordância com o observado na literatura.

Keywords :OCCAM; NODC; modelo de circulação global; campos termohalinos; Atlântico Sul; Água Tropical; Água Central do Atlântico Sul; Água Intermediária Antártica; Água Profunda do Atlântico Norte.

ABSTRACT

The OCCAM (Ocean Circulation and Climate Advanced Modeling Project) is one of the global ocean circulation models which has been commonly used by the Brazilian oceanographic community. In most cases it is associated to regional numerical modeling studies, where it provides initial and boundary conditions for higher resolution models. The aim of this work, based on the concept of water masses, is to compare on an annual basis, the OCCAM with the use of: i) climatological temperature and salinity data from the NODC (National Oceanographic Data Center) and ii) volume transports associated with the water masses and based on values available in the literature. The selected levels of comparison were chosen to represent the core of the main water masses of the South Atlantic and the associated currents, described based on their volume transports. The main results indicate that the model is capable of representing realistically the vertical structure of the main currents and the associated water masses for the study region. In the equatorial portion of the subtropical gyre the model shows, for example, the southward zonal migration of the South Equatorial Current bifurcation with the increase of depth. According to the model and for the Tropical Water level, the bifurcation occurs between 9°S-15°S, moving to 25°S at the level of the South Atlantic Central Water and between 25°S-30°S at the level of the Antarctic Intermediate Water. The North Atlantic Deep Water, which is part of the thermohaline circulation, is represented in the model with a net southward transport between 15 Sv and 20 Sv for the region of study and is in agreement with the literature values.

Keywords :OCCAM; NODC; ocean circulation model; termohaline fields; South Atlantic; Tropical Water; South Atlantic Central Water; Antarctic Intermediate Water; North Atlantic Deep Water.


Keywords


OCCAM; NODC; modelo de circulação global; campos termohalinos; atlântico sul; água tropical; água central do atlântico sul; água intermediária antártica; água profunda do atlântico norte












Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br