EVALUATION OF THE TRANSIENT ELECTROMAGNETIC GEOPHYSICAL METHOD FOR STRATIGRAPHIC MAPPING AND HYDROGEOLOGICAL DELINEATION IN CAMPOS BASIN,BRAZIL

Antonio Abel González Carrasquilla, Emin Ulugergerli

Abstract


ABSTRACT

The applicability of the Transient Electromagnetic (TEM) geophysical method for stratigraphic mapping and hydrogeological delineation has been tested in terrestrial part of the Campos Basin in Brazil. The study area is located within the fluvial plain of Paraíba do Sul River, at the W edge of the continental portion of the Basin, geologically consisting of Tertiary and Quaternary sediments and a gneissic basement. Around 32 central loop TEM soundings were made with 10 or20 m-sided transmitter loops, to map the conductive and/or resistive zones in the subsurface, which were correlated with lithology from a drilled borehole in the test area, whose location was indicated by the present study. In general, the one-dimensional (1D) models constructed for the TEM field data suggest a 3-layer resistivity structure characterized by a resistor-conductor-resistor pattern. The shallow section of 100-500 ohm.m and 50 m average thickness is interpreted as correlating with clay and shaly sand formations. The intermediate layer, with thickness around 20 m and resistivity less than 10 ohm.m, corresponds to clay. The basal resistor of 10-100 ohm.m at depths of more than 60 m at most sites is interpreted as the combined signature of the basal conglomerates, shaly sands and crystalline basement. Comparison with borehole data shows that the zone corresponding to the conductive geoelectrical units contains many thin layers of clay and sand that cannot be individually resolved by the TEM data and that there are no thick aquifers in the investigated area. In addition to that the shaly sand sediments have iron rich clays, which pollute groundwater, deeper resistive layers formed by conglomerates are considered the main aquifers of this area.

Keywords :transient electromagnetic; inverse one-dimensional interpretation; Campos Basin; stratigraphic mapping; hydrogeological delineation.

RESUMO

A aplicabilidade do método geofísico Transiente Eletromagnético (TEM) foi testada na parte terrestre da Bacia de Campos, Sudeste do Brasil, no mapeamento estratigráfico e no delineamento hidrogeológico. A área do estudo, situada na borda W da porção continental da bacia e dentro da planície fluvial do Rio Paraíba do Sul, consiste geologicamente de sedimentos Terciários e Quaternários sobre um embasamento gnáissico. Os trabalhos de campos consistiram de 32 sondagens com o arranjoloopcentral, com uma extensão lateral 10 ou 20 m. O objetivo central do levantamento foi o de mapear as zonas condutoras e/ou resistivas em subsuperfície, as quais foram correlacionadas com a litologia de um poço perfurado na área estudada, cuja localização foi indicada a partir deste estudo. Em geral, os modelos unidimensionais (1D) resultantes da interpretação dos dados de campo sugerem uma estrutura de três camadas, a qual é caracterizada por uma intercalação resistor-condutor-resistor. A seção rasa, de 100-500 Wm de resistividade e uma espessura média de 50 m, é interpretada como estando constituída por formações areno-argilosas. A camada intermediária, com espessura em torno de 20 m e resistividade menor que 10 Wm, corresponde à argila. O resistor basal, de 10-100 Wm de resistividade e em profundidades maiores que 60 m, é interpretado, na maioria dos locais de medição, como uma combinação de conglomerados, formações areno-argilosas e embasamento cristalino. Por outro lado, a comparação com dados do poço mostra que a camada condutora intermediária contém muitas camadas finas de argila e de areia, as quais não podem ser resolvidas individualmente pelos dados experimentais. Além disso, como não existe um aqüífero expressivo na área investigada e os sedimentos areno-argilosos são ricos do ferro, o que causa poluição na água subterrânea, isto torna a camada conglomerática resistiva profunda como o principal aqüífero desta área.

Keywords :transiente eletromagnético; interpretação unidimensional inversa; Bacia de Campos; mapeamento estratigráfico; delineamento hidrogeológico.



Keywords


transient electromagnetic; inverse one-dimensional interpretation; campos basin; stratigraphic mapping; hydrogeological delineation












Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br