COMPARING P-S CONVERSION POINT LOCATION IN ISOTROPIC AND ANISOTROPIC MEDIA

Fredy A.V. Artola, Sergio A.B. Fontoura, Ricardo Leiderman, Jorge F.F. Sobreira

Abstract


ABSTRACT

The determination of the exact position of the P-S conversion point (CP) is an important issue in converted-wave seismology. Frequently, this issue is approached considering that the rock formation is isotropic. This simple approach may lead to significant errors due to the anisotropic features of the subsurface. This paper presents a comparison between the position of the CP obtained from the isotropic solution and the position of the CP considering two types of anisotropy: the transversely isotropic medium with vertical axis of symmetry, the so-called VTI, and an orthorhombic medium. In order to determine the location of the CP, the modeling program ANRAY, based on ray tracing method, was used. It is shown that for the VTI case the discrepancy between the true position of the CP and the one found by assuming isotropy can be in the order of hundreds of meters, even for offset/depth ratio, (X/Z), less than 2. On the other hand, for some particular values of Thomsen's parametersÃŽandd, it can be demonstrated that, the position of the CP practically coincides with the isotropic case. For orthorhombic symmetry (azimuthal anisotropy), the CP, in general, is no longer located in the vertical plane defined by the source-receiver positions, i.e., the discrepancy between CP locations is expressed by an inline and an offline components. The offline component value depends on the anisotropic nature of the medium. This observation is not valid only for orthorhombic models since similar discrepancies can also be observed in cases where the anisotropy is induced by cross-dipping structures or in models with lower anisotropic symmetries.

Keywords :Converted wave; Conversion point; Anisotropy.

RESUMO

A determinação exata do ponto de conversão (PC) do modo convertido PS é um aspecto relevante da sismologia da onda convertida. Geralmente, este problema é abordado considerando-se modelos isotrópicos. Mas esta simplificação pode induzir erros significativos devido à desconsideração das características anisotrópicas do subsolo. O presente artigo apresenta uma comparação no que diz respeito à posição do PC nos casos isotrópico e anisotrópico. No caso anisotrópico consideram-se as seguintes simetrias: transversalmente isotrópica com eixo de simetria vertical (VTI) e ortorrômbica. Os PC's são calculados mediante a teoria do raio. Mostra-se que para a simetria VTI a discrepância entre a verdadeira posição do PC e o calculado, supondo isotropia, pode ser da ordem de centenas de metros, mesmo para uma relação afastamento-profundidade menor que 2. Por outro lado, para alguns valores dos parâmetros de Thomsen (ÃŽed), demonstra-se que a posição do PC praticamente coincide com o caso isotrópico. Para a simetria ortorrômbica que é um caso de anisotropia azimutal, o PC, em geral, não se localiza no plano vertical definido pelas posições da fonte e do receptor, isto é, a discrepância entre a locação do PC isotrópico ou VTI com relação à ortorrômbica possui componentes paralelas e normais ao referido plano. A componente normal depende da intensidade da anisotropia do meio. Esta observação é válida não somente para modelos com simetria ortorrômbica; discrepâncias deste tipo podem ser observadas em casos onde a anisotropia é induzida por estruturas inclinadas ou, em geral, por arranjos elásticos de mais baixa simetria.

Keywords :Onda Convertida; Ponto de Conversão; Anisotropia.


Keywords


converted wave; conversion point; anisotropy












Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br