CRS SEISMIC DATA IMAGING SYSTEM: A CASE STUDY FOR BASIB REEVALUATION

Lourenildo Williame Barbosa Leite, Björn Zeno Heilmann, Anderson Batista Gomes

Abstract


ABSTRACT

This paper summarizes practical results of a consistent attention to the seismic processing and interpretation of some land data lines from a set of the Tacutu graben (Brazil), where was applied the fundamental steps of the WIT imaging system grounded on the data-driven CRS (Common Reflection Surface) stack.As a major result, we expect to establish a work-flow for seismic reevaluation of sedimentary basins. Founded on the recovered wave front attributes of the CRS stack, a smooth macro-velocity model was obtained via tomographic inversion. Using this macro-model, pre- and post-stack depth migration was carried out. Besides that, other CRS-stack based processing techniques were performed in parallel as residual static correction and limited-aperture migration based on estimated projected Fresnel zone. A geological interpretation was attempted on the stacked and migrated sections. From visual details of the panels, we could interpret discontinuities, thinning, a principal faulted anticline where plays of horsts, grabens and rollovers are present. Also, part of the selected line needs more detailed processing to make better evident any present structures in the subsurface.

Keywords :CRS stack; residual static correction; seismic tomography; migration.

RESUMO

Este trabalho apresenta resultados práticos de uma atenção sistemática dada ao processamento e à interpretação sísmica de algumas linhas terrestres do conjunto de dados do gráben do Tacutu (Brasil), sobre os quais foram aplicadas etapas fundamentais do sistema WIT de imageamento do empilhamento CRS (Superfície de Reflexão Comum) vinculado a dados. Como resultado, esperamos estabelecer um fluxograma para a reavaliação sísmica de bacias sedimentares. Fundamentado nos atributos de frente de onda resultantes do empilhamento CRS, um macro-modelo suave de velocidades foi obtido através de inversão tomográfica. Usando este macro-modelo, foi realizado uma migração à profundidade pré- e pós-empilhamento. Além disso, outras técnicas baseadas no empilhamento CRS foram realizadas em paralelo como correção estática residual e migração de abertura-limitada baseada na zona de Fresnel projetada. Uma interpretação geológica sobre as seções empilhadas e migradas foi esboçada. A partir dos detalhes visuais dos painéis é possível interpretar desconformidades, afinamentos, um anticlinal principal falhado com conjuntos de horstes e grábens. Também, uma parte da linha selecionada precisa de processamento mais detalhado para evidenciar melhor qualquer estrutura presente na subsuperfície.

Keywords :Empilhamento CRS; processamento sísmico; imageamento sísmico; reavaliação de bacias.



Keywords


CRS stack; residual static correction; seismic tomography; migration












Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br