IMPACTS OF SOUTHERN HEMISPHERE WESTERLIES ON THE BRAZIL CURRENT AT 30°S

Jessica S. Carvalho, Fabricio S. C. Oliveira, Edmo J. D. Campos

Abstract


ABSTRACT. Previous studies have pointed out an intensification of the global western boundary currents induced by changes in the wind-stress curl patterns over the oceans. The Brazil Current (BC) is the western boundary current into the South Atlantic Subtropical Gyre, which flows southwards along the Brazilian coast. A numerical model is used to investigate the response of BC to this change in wind forcing between 1960-2010, across 30°S. The results found here support the increasing trend noticed in the wind-stress curl and a poleward migration of the South Hemisphere westerlies in the past decades. The residual transport of BC at 30_S is composed by its southward main flow and the northward branch of a recirculation cell (Rec) east of the BC. Both the BC and Rec transports showed a decrease trend of 0.10 Sv dec1 and 0.28 Sv dec1, respectively. It suggests a southward migration of Rec in response to changes in the westerlies. The results also indicate a relative intensification in the western boundary transport and a strengthening in the South Atlantic Subtropical Gyre.

Keywords: Western Boundary Current, Meridional Transport, HYCOM.

RESUMO. Estudos anteriores apontam para uma intensificação das correntes de contorno oeste globais induzidas por mudanças no rotacional do estresse do vento sobre os oceanos. A Corrente do Brasil (CB) é a corrente de contorno oeste do giro Subtropical do Atlântico Sul, que flui para sul ao longo da costa brasileira. Um modelo numérico é usado para investigar a resposta da CB às mudanças na forçante do vento entre 1960-2010, ao longo de 30_S. Os resultados encontrados aqui suportam a tendência de aumento observada no rotacional do estresse do vento e a migração para o polo dos ventos de oeste do hemisfério sul nas ultimas décadas. O transporte residual da CB em 30°S é composto pelo seu fluxo principal para sul e o braço para norte de uma célula de recirculação (Rec) a leste da CB. Ambos os transportes da CB e Rec mostraram uma tendência de redução de 0,10 Sv dec1 e 0,28 Sv dec1, respectivamente. Isto sugere uma migração para sul da Rec em resposta às mudanças dos ventos de oeste. Os resultados também indicam uma relativa intensificação do transporte na borda oeste e um fortalecimento do giro Subtropical do Atlântico Sul.

Palavras-chave: Corrente de Contorno Oeste, Transporte Meridional, HYCOM.


Keywords


Western Boundary Current, Meridional Transport, HYCOM

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v36i3.1959










Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br