Optimized Characterization of Gas Chimneys Based on Special Seismic Processing

José Paulo Goulart, David Castro, Wander Amorim

Abstract


ABSTRACT

A new computational methodology was developed to facilitate the interpretation of gas chimneys in seismic sections by analyzing the frequency spectrum of the seismic signal in the Hilbert Domain. Gas chimneys are structures associated with the migration of hydrocarbons or free gas, causing vertical chaotic disturbances in the seismic data. Its occurrence in oil reservoirs is considered an important indicator of the presence of an active petroleum system and its mapping is useful to reduce exploratory risks, increasing the probability of success of the pioneer wells. Standard seismic processing does not favor the recognition of gas chimneys, since their characteristic seismic signature is treated as noise and the low frequencies are strongly attenuated already in the period of the seismic acquisition. The set of reflections is calculated to enhance the low frequencies, making the gas chimneys easily identifiable in the seismic sections where they were not previously even perceived. The special processing flow was applied to seismic data from the Parnaíba Basin "(NE Brazil). This Paleozoic basin is especially rich in gas chimneys, which were favored by transcurrent tectonics associated with the Transbrasiliano Lineament. The gas chimneys interpretation could be validated by the observation of correlated seismic, topographic and geochemical features.

KEYWORDS: special processing, gas chimney, exploratory risk, Parnaíba Basin.

RESUMO. Uma nova metodologia computacional foi desenvolvida para facilitar a interpretação de chaminés de gás em seções sísmicas por meio da análise do espectro de frequência do sinal sísmico no Domínio de Hilbert. Chaminés de gás são estruturas associadas à migração de hidrocarbonetos ou gás livre, provocando perturbações caóticas verticais no dado sísmico. Sua ocorrência em reservatórios petrolíferos é considerada um importante indicador da presença de um sistema petrolífero ativo e seu mapeamento é útil para reduzir os riscos exploratórios, aumentando a probabilidade de sucesso dos poços pioneiros. O processamento sísmico padrão não favorece o reconhecimento das chaminés de gás, uma vez que a sua assinatura sísmica característica é tratada como ruído e as baixas frequências são fortemente atenuadas já no período da aquisição sísmica. O conjunto de reflexões é calculado para realçar as baixas frequências, tornando as chaminés de gás facilmente identificáveis nas seções sísmicas onde antes não eram nem percebidas. O processamento especial foi aplicado em dados sísmicos da Bacia do Parnaíba. Esta bacia paleozoica é especialmente rica em chaminés de gás, cuja presença foi favorecida pela tectônica transcorrente associada ao Lineamento Transbrasiliano. As chaminés de gás interpretadas puderam também ser validadas pela observação de feições sísmicas, topográficas e geoquímicas correlatas.

Palavras-chave: processamento especial, chaminé de gás, risco exploratório, Bacia do Parnaíba.


Keywords


special processing, gas chimney, exploratory risk, Parnaíba Basin

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v37i4.2021










Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br