Extending the usage of graphics processing units on the cloud for cost savings on seismic data regularization

Nicholas Torres Okita, Tiago A. Coimbra, José Ribeiro, Martin Tygel

Abstract


ABSTRACT. The usage of graphics processing units is already known as an alternative to traditional multi-core CPU processing, offering faster performance in the order of dozens of times in parallel tasks. Another new computing paradigm is cloud computing usage as a replacement to traditional in-house clusters, enabling seemingly unlimited computation power, no maintenance costs, and cutting-edge technology, dynamically on user demand. Previously those two tools were used to accelerate the estimation of Common Reflection Surface (CRS) traveltime parameters, both in zero-offset and finite-offset domain, delivering very satisfactory results with large time savings from GPU devices alongside cost savings on the cloud. This work extends those results by using GPUs on the cloud to accelerate the Offset Continuation Trajectory (OCT) traveltime parameter estimation. The results have shown that the time and cost savings from GPU devices’ usage are even larger than those seen in the CRS results, being up to fifty times faster and sixty times cheaper. This analysis reaffirms that it is possible to save both time and money when using GPU devices on the cloud and concludes that the larger the data sets are and the more computationally intensive the traveltime operators are, we can see larger improvements.

Keywords: cloud computing, GPU, seismic processing.

 

Estendendo o uso de placas gráficas na nuvem para economias em regularização de dados sísmicos

RESUMO. O uso de aceleradores gráficos para processamento já é uma alternativa conhecida ao uso de CPUs multi-cores, oferecendo um desempenho na ordem de dezenas de vezes mais rápido em tarefas paralelas. Outro novo paradigma de computação é o uso da nuvem computacional como substituta para os tradicionais clusters internos, possibilitando o uso de um poder computacional aparentemente infinito sem custo de manutenção e com tecnologia de ponta, dinamicamente sob demanda de usuário. Anteriormente essas duas ferramentas foram utilizadas para acelerar a estimação de parâmetros do tempo de trânsito de Common Reflection Surface (CRS), tanto em zero-offset quanto em offsets finitos, obtendo resultados satisfatórios com amplas economias tanto de tempo quanto de dinheiro na nuvem. Este trabalho estende os resultados obtidos anteriormente, desta vez utilizando GPUs na nuvem para acelerar a estimação de parâmetros do tempo de trânsito em Offset Continuation Trajectory (OCT). Os resultados obtidos mostraram que as economias de tempo e dinheiro foram ainda maiores do que aquelas obtidas no CRS, sendo até cinquenta vezes mais rápido e sessenta vezes mais barato. Esta análise reafirma que é possível economizar tanto tempo quanto dinheiro usando GPUs na nuvem, e conclui que quanto maior for o dado e quanto mais computacionalmente intenso for o operador, maiores serão os ganhos de desempenho observados e economias.

Palavras-chave: computação em nuvem, GPU, processamento sísmico.

 


Keywords


cloud computing; GPU; seismic processing; computação em nuvem; processamento sísmico

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v38i2.2048










Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br