The Use of Sidescan Sonar to Detect Large Benthic Marine Debris in Niterói Harbor-Guanabara Bay/SE Brazil

Lucas Chiarelli de Oliveira, José Antonio Baptista Neto, Helio Heringer Villena, Gustavo Vaz Melo, Thiago L. Drabinski, Estefan Monteiro da Fonseca

Abstract


Abstract. Marine debris constitute a global concern that pollutes the world’s oceans, including deep benthic habitats where little is known about the extent of the problem. SideScan Sonar systems are able to provide near-photographic high-resolution images of underwater areas, for a wide variety of objectives, including production of nautical charts and detection of underwater bathymetric features. Lately this technology has been used as a tool to detect debris on the seafloor that may be hazardous for living organisms and finally for humans. Harbor activities were the most common contributors of benthic debris. Little is known about the extent of the problem in the Guanabara Bay, Rio de Janeiro, regarding benthic debris distribution and their influence in the bottom sediment. The present study analyzes the spatial distribution and type of marine benthic debris in the area of Niterói Harbour. The study identified great amount of benthic debris, including tires, anchors, cables or linear features, sunken vessels, wooden or metal bars and pillars.

Keywords: anthropogenic marine debris; benthic habitats, marine debris, estuarine pollution, Guanabara Bay

 

O uso de sonar de varredura lateral para detectar grandes detritos marinhos bentônicos no Porto de Niterói - Baía de Guanabara/SE Brasil

Resumo. Os detritos marinhos são uma preocupação global que poluem os oceanos do mundo, incluindo habitats bentônicos profundos, onde pouco se sabe sobre a extensão do problema. O sistema de sonar de varredura lateral é capaz de fornecer imagens quase fotográficas de alta resolução de áreas subaquáticas, para uma ampla variedade de objetivos, incluindo a produção de cartas náuticas e detecção de características batimétricas subaquáticas. Ultimamente, essa tecnologia tem sido usada como uma ferramenta para detectar detritos no fundo do mar que podem ser perigosos para os organismos marinhos vivos e, finalmente, para os humanos. As atividades portuárias foram as que mais contribuíram para os detritos bentônicos. Pouco se sabe sobre a extensão do problema na Baía de Guanabara em relação à distribuição de detritos bentônicos e sua influência no sedimento de fundo. O presente estudo analisa a distribuição espacial e o tipo de detritos bentônicos marinhos na área do Porto de Niterói. Na área estudada foi observada grande quantidade de detritos bentônicos, incluindo: pneus, âncoras, cabos ou feições lineares, embarcações afundadas, barras e pilares de madeira ou metal.

Palavras-chave: detritos marinhos antropogênicos; habitats bentônicos, detritos marinhos, poluição estuarina, Baía de Guanabara


Keywords


anthropogenic marine debris; benthic habitats; marine debris; estuarine pollution; Guanabara Bay; detritos marinhos antropogênicos; habitats bentônicos; detritos marinhos: poluição estuarina: Baía de Guanabara

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v39i3.2093







Brazilian Journal of Geophysics - BrJG (online version): ISSN 2764-8044
a partir do v.30n.1 (2012) até o presente

Revista Brasileira de Geofísica - RBGf (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) até v.29n.4 (2011)

Revista Brasileira de Geofísica - RBGf (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) até v.33n.1 (2015)

 

Brazilian Journal of Geophysics - BrJG
Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br