AIRBORNE GEOPHYSICAL DATA ANALYSIS APPLIED TO GEOLOGICAL INTERPRETATION IN THE ALTA FLORESTA GOLD PROVINCE, MT

Danilo Barbuena, Carlos Roberto de Souza Filho, Emilson Pereira Leite, Emílio Miguel Junior, Rafael Rodrigues de Assis, Roberto Perez Xavier, Francisco José Fonseca Ferreira, Antônio João Paes de Barros

Abstract


The Alta Floresta Gold Province (AFGP) is located in the central-southern portion of the Amazon Craton. In its eastern segment there are more than one hundred gold deposits hosted in volcanic and plutonic rocks of medium to high content of potassium. In many of these deposits the gold ore is correlated spatially and genetically hydrothermal systems and mainly hosted into the silicification potassic and sericitic. In this context, this work focuses on understanding the geological context of the region and the possibility of expanding new exploratory frontiers through techniques further traditional geological mapping. The processing and interpretation of airborne magnetic and gamma-ray spectrometry data of the Juruena-Teles Pires Project (Phase 1) allowed the production of a new regional geological map of the eastern portion of the AFGP. Additionally, theoretical models showed that despite the limitations of the reduction to the pole at low latitudes, the magnetic enhancements proposed can be applied to real data through the use of directional filtering to eliminate the features generated in the magnetic declination direction. The Total Horizontal Derivative of the Tilt Derivative (THDR-TDR) method proved the best enhancement for the interpretation of the structures, showing a structural complexity similar to that proposed for the evolution of the province. The interpretation of the products based on the gamma-ray spectrometry channels allowed the reinterpretation of different geological units, including the individualization of a new high-potassium intrusive unit, which in the context of AFGP may have metallogenetic potential.

RESUMO: A Província Aurífera de Alta Floresta (PAAF) situa-se na porção centro-sul do cráton Amazônico. Em seu segmento leste, ocorrem mais de uma centena de depósitos auríferos hospedados em rochas plutônicas e vulcânicas de médio a alto potássio. Além disso, em muitos desses depósitos o minério aurífero apresenta relação espacial e genética com alterações hidrotermais, preferencialmente alterações do tipo potássica e sericítica. Nesse contexto, o trabalho enfoca o entendimento do contexto geológico dessa região e a possibilidade de expansão de novas fronteiras exploratórias por meio de técnicas que vão além do mapeamento geológico tradicional. Assim, através do processamento e interpretação de dados aeromagnetométricos e aerogamaespectrométricos do projeto Juruena-Teles Pires (Fase 1) gerou-se um novo mapa geológico regional da porção leste da PAAF. Adicionalmente, por meio de modelos teóricos observou-se que apesar das limitações da redução ao polo em baixas latitudes, os realces magnéticos propostos podem ser aplicados aos dados reais mediante o uso de filtros direcionais que eliminem os artefatos gerados na direção da declinação magnética. O método Inclinação do Sinal Analítico do Gradiente Horizontal Total (ISA-GHT) mostrou-se como o realce mais adequado para a interpretação de lineamentos, revelando uma complexidade estrutural similar àquela proposta para a evolução da província. A interpretação dos produtos gerados com base nos canais gamaespectrométricos permitiu a reinterpretação de diversas unidades geológicas, inclusive a individualização de uma nova unidade intrusiva de alto potássio, que no
contexto da PAAF pode possuir potencial metalogenético.


Palavras-chave: Província Aurífera de Alta Floresta; dados aerogeofísicos; interpretação geológica


Keywords


Alta Floresta Gold Province; airborne geophysical data; geological interpretation

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v31i1.254










Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br