SALINITY INTRUSION IN THE GUAPIMIRIM ESTUARY, RIO DE JANEIRO STATE, BRAZIL

Gustavo Vaz de Melo, José Antonio Baptista Neto, Susana Beatriz Vinzón, Allan Sandez de Oliveira, Michel Arthur Faria Vicente, Olaf Malm, Cleverson Guizan Silva

Abstract


ABSTRACT. This work was conducted in the Guapimirim estuary, the main tributary of the Guanabara Bay. This system is located in a preserved area in the catchmentbasin of the bay, inside the Guapimirim Environmental Protection Area. The estuary presents a meandering channel with 3 meters mean depth. The aim of thiswork is to evaluate the salinity intrusion dynamics in response to the tide and freshwater discharge, as well as its effects on the water column structure and residencetime. Surveys were performed to assess the salinity structure along the estuary main channel under different freshwater discharges (dry and rainy period) and tide (neapand spring). The results showed significant differences in the water column structure, presenting high stratification in neap tide and conditions homogeneous in springtide. The salinity front (SF) showed a bigger displacement in the spring tide. Under highly stratified conditions, in neap tide, its displacement was bigger with smallertidal amplitude. The location of SF inside of the estuary, in the high water, was influenced manly by freshwater discharge. The residence time in the Guapimirim estuarywas longer in neap tide and dry period, presenting a good relationship with freshwater discharge.

Keywords: Guapimirim estuary, salinity intrusion, residence time.

RESUMO. Este trabalho foi desenvolvido no estuário de Guapimirim, principal tributário da Baía de Guanabara. Este sistema se localiza em uma área ainda preservadana bacia de drenagemda baía, dentro da Área de Proteção Ambiental de Guapimirim. O estuário apresenta um canal meandrante com uma profundidade média de 3 metros. O objetivo deste trabalho consiste em avaliar a dinâmica da intrusão salina em resposta a atuação dos processos físicos como a vazão fluvial e a maré, assimcomo, sua consequência na estrutura da coluna d"™água e tempo de residência. Foram realizados levantamentos sobre a estrutura salina ao longo do canal principal doestuário em diferentes condições de vazão fluvial (período seco e chuvoso) e maré (quadratura e sizígia). Os resultados mostraram diferenças marcantes na estrutura dacoluna d"™Â´agua sendo estratificado em maré de quadratura e mais homogêneo em maré de sizígia. A frente salina apresentou um maior deslocamento em maré de sizígia.Em condições de alta estratificação, em maré de quadratura, o maior deslocamento da frente salina esteve associado a uma menor amplitude da maré. A vazão fluvial foio principal processo físico que atuou no alcance máximo da frente salina. O tempo de residência de uma parcela de água dentro do estuário de Guapimirim foi maiorem condição de maré de quadratura e em período seco, apresentando boa relação com a vazão fluvial.

Palavras-chave: estuário de Guapimirim, intrusão salina, tempo de residência.


Keywords


Guapimirim estuary, salinity intrusion, residence time.



DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v32i1.424










Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br