PETROPHYSICAL ROCK TYPING OF COQUINAS FROM THE MORRO DO CHAVES FORMATION, SERGIPE-ALAGOAS BASIN (NORTHEAST BRAZIL)

José Leão de Luna, Fabio Andre Perosi, Mariléa Gomes dos Santos Ribeiro, Andre Souza, Austin Boyd, Leonardo Fonseca Borghi de Almeida, Patrick William Michael Corbett

Abstract


ABSTRACT. This work has analyzed, considering the petrophysical point of view, samples of coquinas obtained in the outcrop of the Morro do Chaves Formation (Sergipe-Alagoas Basin). The complex sedimentological aspects for this study have been reduced by focusing on a single bed. The reservoirs found in this basin have the same age of the reservoirs of Campos, Santos and Espírito Santo Basins (Brazil) and Congo (Africa), from the end of Barremian to the beginning of Aptinian ages, which can be considered analogs of those ones. The data were collected applying routine core analysis and special core analysis techniques in five samples taken vertically, reproducing the case in a single well through a bed of coquinas, with a spacing of approximately 20 cmbetween each one, to replicate whatmight be sampled in subsurface coring operations. Measurements of porosity and effective permeability by gas expansion, Nuclear Magnetic Resonance (NMR) and electrical resistivity were conducted. The analysis of the data revealed the heterogeneity of the porous space in terms of pore sizes and correlations between permeability and electrical formation factor. Along with this detailed analysis, a petrotyping classification of the samples was done using the Global Hydraulic Elements method, to compare with a larger poro-perm data set from a lateral profile. This work shows that the petrophysical properties variation found in the studied samples is representative of heterogeneity over a much larger coquina data set extracted along the referred lateral profile. This work has implications for the scaling and interpretation of NMR data from plug data to log data in these sequences and the resulting prediction of permeability from the latter.

Keywords: carbonate, porosity and permeability properties, NMR, electrical resistivity.

RESUMO. Esse trabalho analisa, considerando o ponto de vista petrofísico, amostras de coquinas obtidas em afloramento da Formação Morro do Chaves (Bacia de Sergipe-Alagoas). Os aspectos sedimentológicos complexos envolvidos neste estudo foram reduzidos, focando em uma única camada. Os reservatórios encontrados nesta bacia têm a mesma idade dos reservatórios das Bacias de Campos, Santos e Espírito Santo (Brasil) e Congo (áfrica), final do Barremiano ao início do Aptiano, as quais podem ser consideradas análogas daquelas. Os dados foram obtidos por meio de técnicas de petrofísica básica e petrofísica especial em cinco amostras extraídas verticalmente, reproduzindo o caso de um único poço através de uma camada de coquinas, com um espaçamento de aproximadamente 20 cm entre cada uma, de forma a replicar o que poderia ser amostrado em uma operação de retirada de plugues em subsuperfície. Medidas de porosidade e permeabilidade efetiva por expansão de gás, Ressonância Magnética Nuclear (RMN) e resistividade elétrica foram obtidas. A análise dos dados revelou a heterogeneidade do espaço poroso em termos de tamanho de poros e correlações entre permeabilidade e fator de formação elétrico. Junto a essa análise detalhada, foi realizada a classificação petrofísica das amostras pelo método de Elementos Hidráulicos Globais, para comparar com um conjunto maior de dados permo-porosos provenientes de um perfil lateral. Este trabalho mostra que a variação das propriedades petrofísicas encontrada nas amostras estudadas é representativa da heterogeneidade encontrada num conjunto maior de dados de coquinas extraído ao longo do citado perfil lateral. Este trabalho tem implicações para a interpretação e escalonamento de dados de Ressonância Magnética Nuclear de plugues para dados de perfil de poço nesta sequência e para a predição da permeabilidade a partir destes.

Palavras-chave: carbonato, propriedades permoporosas, RMN, resistividade elétrica.


Keywords


carbonate, porosity and permeability properties, NMR, electrical resistivity.



DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v34i4.883










Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br