DC RESISTIVITY METHOD APPLIED IN THE MONITORING OF DIESEL LEAKAGE IN A RAILWAY ACCIDENT IN SÃO MANUEL CITY, SÃO PAULO STATE (BRAZIL)

César Augusto Moreira, Lívia Portes Innocenti Helene, Ariane Raissa Pinheiro Côrtes

Abstract


ABSTRACT. This paper presents an integrated analysis of geochemical and geophysical data in a contaminated site by a leakage of 240.000L of diesel in 1999, currently under environmental monitoring. The main objective is to assess the presence of contaminants in residual and dissolved phase in the subsurface, using the technique of Electrical Resistivity Tomography (ERT), understand the effects of natural attenuation process in the degradation of hydrocarbons and changes in electrical properties in soil and groundwater. The results allowed for the definition of two distinct patterns of resistivity in region with presence of dissolved phase, defined in a historical of chemical analyzes. The intermediate values (260Ω.m and 511Ω.m) are indicative of the coexistence of hydrocarbons in residual and dissolved phase. The region of high values (>1000Ω.m) reveal the prevalence of residual phase with incipient degradation, possibly in concentrations of high toxicity for effective action of the biodegradation processes. The generation of 3D visualization models from 2D sections allows the use of the isosurface modeling technique and definition of a high resistivity body, consistent with conceptual models of hydrocarbons dispersion in the subsurface. The diagnostic of an area with potential accumulation of hydrocarbons in residual phase can subsidize the planning of remediation techniques and promote the complete attenuation of the area.

Keywords: contamination, hydrocarbons, residual phase, dissolved phase, electrical resistivity tomography.

RESUMO. Este trabalho realiza uma integração de dados geoquímicos e geofísicos obtidos numa área contaminada pelo vazamento de 240.000L de diesel em 1999, atualmente sob monitoramento ambiental. O principal objetivo é a verificação da presença de fases residual e dissolvida de contaminantes em subsuperfície, por meio da técnica de tomografia elétrica (ETR), para compreensão dos efeitos do processo de atenuação natural na degradação de hidrocarbonetos e alterações em propriedades elétricas do solo e águas subterrâneas. Os resultados permitiram a definição de dois padrões distintos de resistividade numa região com presença de fase dissolvida, definido a partir do histórico de análises químicas. Valores intermediários (260Ω.m e 511Ω.m) são indicativos da coexistência de hidrocarbonetos em fases residual e dissolvida. A região de elevados valores (>1000Ω.m) indica a prevalência de fase residual com degradação incipiente, possivelmente sob concentrações altamente tóxica para uma ação efetiva dos processos de biodegradação. A geração de modelos de visualização 3D a partir das seções 2D, possibilitaram o uso da técnica de modelagem de isosurperfície e definição de um corpo de alta resistividade, consistente com modelos conceituais de dispersão de hidrocarbonetos em subsuperfície. O diagnóstico de uma região com potencial acúmulo de fase residual de hidrocarbonetos pode subsidiar o planejamento de técnicas de remediação e propiciar a completa descontaminação da área.

Palavras-chave: contaminação, hidrocarboneto, fase residual, fase dissolvida, tomografia elétrica.


Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v35i1.969










Revista Brasileira de Geofísica (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) – v.33n.1 (2015)

Revista Brasileira de Geofísica (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) – v.29n.4 (2011)

Brazilian Journal of Geophysics (online version
a partir de v.30n.1 (2012)



Brazilian Journal of Geophysics - BrJG

Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br