IDENTIFICATION OF EXPLORATION GOLD TARGETS IN THE ALTA FLORESTA GOLD PROVINCE, MATO GROSSO STATE, BRAZIL, BASED ON AN INTEGRATED INTERPRETATION OF MAGNETIC AND GEOELECTRICAL DATA

Ethiane Agnoletto, Emilson Pereira Leite

Abstract


ABSTRACT. The significant amount of filonean bodies in the gold mining area of Flor da Serra, east portion of the Alta Floresta Gold Province, located in the state ofMato Grosso, Brazil, and the production history of the area indicates high potential for gold exploration. Our work aimed to identify new gold exploration targets in thisarea through the analysis and interpretation of geoelectric and magnetic data, constrained by descriptions of drill core samples and prospecting pits. The geophysicalsurvey consisted of the acquisition of geoelectrical (induced polarization/resistivity) and magnetic data at deposit scale. Anomalous values of chargeability and resistivitydefined zones of intense silicification and quartz-sericite-pyrite alteration closely related to a disseminated ore type, extending far below the saprolite-bedrock interface.The amplitude of the analytic signal of the magnetic anomalous field allowed the identification of granitic intrusive stock within heterogeneous basement. Magneticstructures were extracted from magnetic anomalies reduced to the equator over which directional features were highlighted after application of a directional cosine filterand upward continuation. The structural pattern is associated with different crustal levels, controls the main filonean bodies of the region and is attached to quartzsericite-pyrite alteration. The integrated interpretation of main structural lineaments; zones of high chargeability/resistivity; detailed mapping of deactivated mining pits;and boundaries of the intrusion zone led to the definition of some prospective gold targets.

Keywords: magnetometry, induced polarization, resistivity, gold deposits.

RESUMO. A quantidade significativa de corpos filoneanos na área de mineralizações auríferas de Flor da Serra, porção leste da Província Aurífera de Alta Floresta(PAAF), localizada no estado de Mato Grosso, e o histórico de produção dessa área indicam alto potencial para exploração de ouro. Este trabalho teve como objetivoidentificar novos alvos de exploração de ouro nesta área, através da análise e interpretação dos dados geoelétricos e magnéticos, vinculados por descrições de amostrasde testemunhos de perfuração e de cavas garimpeiras. O levantamento geofísico consistiu na aquisição de dados geoelétricos de polarização induzida/resistividadee magnéticos em escala de depósito. Valores anômalos de cargabilidade e zonas de resistividade definiram intensa silicificação e alteração quartzo-sericita-pirita(QSP) fortemente relacionadas a um tipo de minério disseminado, estendendo-se muito abaixo da interface saprólito-rocha. A amplitude do sinal analítico do campomagnético anômalo permitiu a identificação de um stock granítico intrusivo dentro de um embasamento heterogêneo. Estruturas magnéticas foram extraídas de anomaliasmagnéticas reduzidas ao equador magnético, sobre as quais as principais feições direcionais foram destacadas após aplicação de um filtro de cosseno direcionale continuação para cima. O padrão estrutural, que está associado a diferentes níveis crustais, controla os principais corpos filoneanos da região e está ligado àalteração de QSP. A interpretação integrada dos principais lineamentos estruturais; zonas de alta cargabilidade/resistividade; mapeamento detalhado de cavas garimpeirasdesativadas; e zona limítrofe da intrusão, levou à definição de alguns alvos potenciais para exploração de ouro.

Palavras-chave: magnetometria, polarização induzida, resistividade, depósitos de ouro.


Keywords


magnetometry, induced polarization, resistivity, gold deposits.

Full Text:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22564/rbgf.v33i2.722







Brazilian Journal of Geophysics - BrJG (online version): ISSN 2764-8044
a partir do v.30n.1 (2012) até o presente

Revista Brasileira de Geofísica - RBGf (online version): ISSN 1809-4511
v.15n.1 (1997) até v.29n.4 (2011)

Revista Brasileira de Geofísica - RBGf (printed version): ISSN 0102-261X
v.1n.1 (1982) até v.33n.1 (2015)

 

Brazilian Journal of Geophysics - BrJG
Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf
Av. Rio Branco 156 sala 2509
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Phone/Fax: +55 21 2533-0064
E-mail: editor@sbgf.org.br